top of page
  • Foto do escritorRedação Europa

Citroën ë-C3 100% elétrico chega no final do verão


A Citroën acaba de anunciar a chegada da quarta geração do modelo C3 e o grande destaque é, naturalmente, o ë-C3 100% elétrico. O modelo contabiliza mais de 5,6 milhões de unidades vendidas desde o lançamento da sua primeira geração, em 2002. Mantendo-se como o modelo mais popular da marca e representa 29% do volume de vendas da Citroën na Europa. Nos últimos anos, o C3 representou ainda aproximadamente 11% do mercado europeu do segmento B. Já o novo ë-C3 representa um novo capítulo para a Citroën.


Ficha técnica, equipamentos e preços da nova linha C3 e ë-C3 aqui


Thierry Koskas, CEO da Citroën, explica:

"Oferecer veículos acessíveis sempre foi uma parte importante do ADN da Citroën. No entanto, as expetativas dos clientes em relação aos veículos do segmento B mudaram, designadamente com o aumento da popularidade dos SUV e o desejo crescente de conduzir veículos elétricos dentro e fora das nossas cidades. Tornou-se mais difícil para os construtores europeus satisfazerem essas expetativas. De uma forma única, a Citroën atreve-se a fazer exatamente isso com o novo ë-C3 totalmente elétrico para os compradores europeus: um novo, elegante e confortável modelo do segmento B totalmente equipado, especificamente concebido e fabricado na Europa, e extremamente acessível, com preços a partir dos 23.300 Euros.”


O Citroën destaca no novo modelo tanto a suspensão como os bancos Citroën Advanced Comfort. Mais alto e mais quadrado que o modelo anterior, mas com dimensões semelhantes: o novo ë-C3 entrega uma posição de condução mais elevada (+100 mm em relação ao atual segmento B). As jantes maiores, de 16 e 17 polegadas em aço e liga leve com corte diamantado (de série na versão Max), são destaque no modelo que mantém uma pegada compacta, de apenas 4,01 m de comprimento e 1,76 m de largura.


Nova suspensão

Pela primeira vez na história do C3, a Citroën instala as suas exclusivas suspensões Citroën Advanced Comfort como equipamento de série em todas as versões do novo ë-C3 100% elétrico.


De acordo com a marca, o sistema de Batentes Hidráulicos Progressivos asseguram aos ocupantes uma sensação única de conforto na estrada, do tipo “viagem num tapete mágico”, graças à solução patenteada que permite aos engenheiros uma maior liberdade para afinar a suspensão do novo ë-C3, beneficiando o conforto quando se conduz em pisos irregulares. São utilizados dois batentes por cada conjunto mola-amortecedor - em vez de batentes mecânicos - um para compressão e outro para a extensão (ou ressalto).


O sistema funciona em duas fases.

Para uma compressão e extensão mais ligeira, a mola e o amortecedor controlam os movimentos verticais em conjunto, sem necessidade de assistência dos batentes hidráulicos. Para grandes impactos, a mola e o amortecedor trabalham em conjunto com os batentes hidráulicos, para abrandar gradualmente o movimento e eliminar os solavancos. Ao contrário de um batente mecânico que absorve a energia e depois a devolve parcialmente sob a forma de choque, o batente hidráulico absorve e dissipa essa energia.


“O conforto é uma parte fundamental do ADN da Citroën. É muito importante para nós porque é muito importante para os nossos clientes. É por isso que nos esforçámos ao máximo para fazer do novo ë-C3 o automóvel mais confortável do segmento B, com inovações da Citroën como as novas versões dos nossos bancos Citroën Advanced Comfort e - pela primeira vez no C3 - as nossas suspensões Citroën Advanced Comfort", afirmou Laurence Hansen, Diretora de Produto e Estratégia da Citroën.

O interior

A conceção é completamente nova e, com 1,57 m de altura, proporciona aos ocupantes dos bancos dianteiros mais 30 mm de espaço acima da cabeça e uma posição de condução mais elevada. Todos beneficiam de uma maior visibilidade para o exterior, o que contribui para aumentar a sensação de bem-estar a bordo. O novo ë-C3 é mais espaçoso no interior do que o seu antecessor em praticamente todos os aspetos, apesar de ser apenas 19 mm mais comprido e 6 mm mais largo.



Existem várias zonas de arrumação úteis nos painéis das portas, na consola central e sob o apoio de braços central, estando disponível um tapete de carregamento sem fios na consola central (de série na versão Max). A modularidade 60:40 dos encostos dos bancos traseiros (de série na versão Max) e uma largura entre os arcos das rodas traseiras de 1.015 mm asseguram que os clientes podem transportar objetos de maiores dimensões sempre que necessitarem, e os 310 litros de volume de bagagem atrás dos bancos traseiros devem ser suficientes para a maioria das rotinas diárias.


Com 1,57 m de altura (excluindo as barras de tejadilho), o novo ë-C3 é mais alto do que o seu antecessor antecipando no papel uma condução mais eficaz  sobre lombas, passeios e buracos frequentemente encontrados em condução urbana e suburbana. A distância ao solo é de 163 mm no ë-C3 100% elétrico, em comparação com uma distância ao solo de 135 mm no modelo anterior.


Motorização

O motor elétrico de 83 kW/113 CV fornece potência e binário para as deslocações diárias e viagens longas, enquanto o conjunto de baterias LFP de 44 kWh proporciona uma autonomia máxima de 320 km WLTP. O carregamento rápido de 20 a 80 por cento da capacidade é realizado em apenas 26 minutos em postos DC de 100 kW.


A navegação conectada com a nova App ë-ROUTES garante a redução dos tempos de viagem e o acesso permanente a uma rede de carregamento "real" mais fiável.



O carregamento normal em corrente alternada (AC), de 20% a 80%, demora cerca de 4h10 utilizando uma potência de 7 kW, ou 2h50 se estiverem disponíveis 11 kW. É fácil aceder a instalações de carregamento AC, domésticas e públicas, utilizando o cabo Modo 3 de série, ideal para o carregamento regular em casa, utilizando uma Wallbox, ou em estações de carregamento públicas. O cabo é compatível com uma Wallbox monofásica de 7,4 kW e com trifásica de 11 kW.


Com um motor de 83 kW (113 CV) e uma transmissão automática que permitem acelerar dos 0 aos 100 km/h em cerca de 11 segundos, e uma velocidade máxima (provisória) de 135 km/h, o novo ë-C3 oferece potência e desempenho mais do que suficientes para lidar com as situações de trânsito do quotidiano urbano.


Os proprietários também poderão planear as suas viagens, bem como avaliar o estado do carregamento e o nível da bateria em tempo real e desfrutar de uma experiência de navegação completa graças à nova aplicação e-ROUTES. Foi especificamente concebida para os veículos elétricos Citroën, no âmbito da subscrição de serviços conectados "Connect Plus" da marca.  Através da App MyCitroën, os condutores do ë-C3 poderão, também, gerir os horários de carregamento, pré-aquecer ou pré-arrefecer o veículo, verificar o nível da bateria e a localização do veículo.



Os condutores do novo Citroën ë-C3 100% elétrico que escolham a opção "Connect Plus" irão beneficiar de um conjunto de novas ferramentas para tornar a sua experiência o mais fácil possível. Estas incluem:


A aplicação Citroën e-ROUTES foi especialmente desenvolvida para os veículos elétricos Citroën e é o passaporte do condutor para o planeamento de rotas mais eficiente, monitorização fácil do nível da bateria e dados da rede de carregamento em tempo real.  Os condutores podem ter os dados da rede de carregamento em tempo real, e saberão sempre qual a percentagem de carga da bateria que restará à chegada e que a navegação pode orientá-los para estes postos de carregamento, de forma automática, se necessário.

O automóvel fica automaticamente emparelhado com a App e-ROUTES assim que os proprietários inserem os seus detalhes na sua conta MyCitroën.


Equipamento do novo C3 elétrico

O novo Citroën ë-C3, vem com um vasto portefólio de equipamentos distribuídos ao longo das diversas versões.


O C-Zen Lounge, equipado com Citroën Head-Up Display e um volante compacto - uma abordagem inteligente para reinventar o painel de bordo e substituir o cluster tradicional -, proporciona um acesso fácil a todas as informações essenciais, sem ter de se tirar os olhos da estrada.


Suporte para smartphone incorporado, permitindo ao condutor abrir, automaticamente, uma App dedicada, utilizando a tecnologia sem fios NFC (Near Field Communication) para o infoentretenimento.



Uma diferença marcante é a ausência de um painel de instrumentos tradicional. O novo ë-C3 100% elétrico utiliza, pela primeira vez, um novo Citroën Head-Up Display que reflete as informações do veículo numa secção preta brilhante entre a parte superior do painel e a parte inferior do para-brisas. Esta solução inteligente garante a não duplicação de informação, como tradicionalmente aconteceria entre um sistema Head-Up Display e o painel de instrumentos, e assegura que os condutores podem aceder facilmente a todas as informações essenciais de que necessitam, sem ter de tirar os olhos da estrada.


O novo e compacto volante multifunções é mais pequeno e mais fácil de manusear, sendo ajustável em termos de altura e profundidade, o que ajuda a garantir que o Citroën Head-up Display não fica obstruído em termos de visão.


No centro do painel ‘flutua’ um ecrã de infotainment a cores, de 10,25 polegadas, ligeiramente inclinado para o condutor, enquanto o "My Citroën Play com Smartphone Station", com uma App dedicada, é oferecido como equipamento de série aos proprietários da versão YOU, permitindo-lhes aceder a música, rádio, chamadas e navegação através do seu próprio dispositivo.


Revestida a tecido e suavemente encurvada, a secção horizontal "Sofa Design style" foi concebida para conferir visual e um carácter caloroso ao habitáculo, ampliando as sensações de conforto e serenidade.


“Estamos muito orgulhosos com o interior espaçoso, em particular com o nosso novo tratamento do painel de instrumentos com justaposição entre a secção superior mais limpa e técnica e a secção inferior ‘Sofa Design style’ mais acolhedora. É raro, neste segmento, que a parte superior do painel de instrumentos tenha um aspeto tão despojado nos lados esquerdo e direito, o que conseguimos com a introdução do nosso novo C-Zen Lounge com o Head-Up Display Citroën.”, afirmou Boris Reinmöller, Diretor de Design de Projeto.

De série na versão YOU.

Inclui um suporte para smartphone que permite aos condutores "acoplar" o seu dispositivo e lançar automaticamente uma nova aplicação dedicada, utilizando a tecnologia sem fios NFC (Near Field Communication). Através desta App, os proprietários utilizam o seu dispositivo para aceder a atalhos para serviços de telefone, rádio, navegação e aplicações de música. Os controlos no volante do ë-C3 garantem que os condutores mantêm as mãos no volante, e o botão "Home" facilita a navegação de volta à página inicial da aplicação.



De série na versão Max.

O ecrã central a cores de 10,25 polegadas, de design ergonómico, utiliza uma arquitetura de widgets inspirada nos smartphones para proporcionar acesso através de atalhos virtuais às principais funções de navegação, telefone, rádio, aplicações e multimédia. O WiFi permite o espelhamento do smartphone e a compatibilidade com Apple CarPlay e Android Auto.


Os clientes podem aderir a qualquer das subscrições de Serviços Conetados para tirar o máximo partido do seu sistema através da sua conta MyCitroën, enquanto utilizam a Internet ou a App MyCitroën.


O "Connect One" é gratuito e permite o acesso imediato ao e-Call e ao Citroën Assistance, aos serviços de telemanutenção e o acesso a um manual digital do proprietário.


Disponível por uma mensalidade após um ano de teste gratuito, o "Connect Plus" acrescenta informações de trânsito em tempo real para garantir que os condutores possam escolher a melhor rota para as suas viagens, uma vez que são calculadas e sugeridas alternativas com base nos fluxos de trânsito previstos e nos engarrafamentos ou congestionamentos em curso. O sistema também apresenta informações sobre a cidade em 3D completo (gratuito durante três anos).


As duas versões do novo ë-C3 e os seus respetivos níveis de sistema de infotainment de série – My Citroën Play com Smartphone Station, My Citroën Drive com Touchscreen de 10,25'' – são compatíveis com a aplicação Citroën e-ROUTES.


Funções de Assistência

O novo ë-C3 inclui algumas das mais recentes tecnologias Citroën de assistência à condução:


Active Safety Brake (Sistema de Travagem Ativa): sistema de travagem de emergência que funciona entre os 5 e os 135 km/h, de dia e de noite, para ajudar a minimizar os riscos de colisão para ocupantes, bem como peões e ciclistas.


Active Lane Departure Warning System (Alerta Ativo de transposição involuntária de faixa): ajuda o condutor a manter o posicionamento correto entre as marcações da faixa de rodagem, corrigindo suavemente a direção à medida que o automóvel se desvia da sua faixa ou alertando o condutor para a existência de desvios a velocidades mais baixas. Funciona entre os 60 e os 180 km/h e é desativado quando os indicadores de mudança de direção estão a ser utilizados.


Driver Attention Alert (Alerta de Atenção ao Condutor): informa o condutor se a trajetória do veículo for inadequada dentro da sua faixa de rodagem. Este alerta em duas fases deteta primeiro a oscilação do veículo e avisa o condutor com um som e uma mensagem para "Conduzir com cuidado", em seguida, emite um alerta adicional e uma mensagem a avisar "Condução perigosa" quando são detetadas quatro oscilações. O Coffee Break Alert aconselha o condutor a fazer uma pausa após 2 horas de condução contínua a mais de 65 km/h e repete-se de hora a hora se não for feita uma pausa.


Speed Limit Recognition (Reconhecimento de Limites de Velocidade): lê os sinais de limite de velocidade e apresenta-os no “Head-up Display Citroën” para informar o condutor. Este sistema inteligente utiliza os dados de limite de velocidade armazenados no sistema de navegação e pode também ler sinais de limite de velocidade temporários. O Cruise Control com limitador de velocidade permite ao condutor regular a sua velocidade máxima.


Electric Parking Brake (EPB; Travão de Estacionamento Elétrico) é acionado automaticamente quando a motorização entra em pausa e liberta-se automaticamente quando o acelerador é premido. O condutor pode acionar o EPB manualmente através de uma alavanca de controlo na consola central. Adicionalmente, o Hill Start Assist mantém o veículo parado durante alguns segundos em inclinações superiores a 3% para ajudar o condutor a evitar movimentos indesejados.



Intelligent Beam Headlights (Faróis de Feixe Inteligente): utilizam a câmara montada no para-brisas para alternar automaticamente entre os feixes de cruzamento e os feixes principais quando os veículos em sentido contrário são detetados.


Rear Parking Sensors (Sensores de Estacionamento Traseiros): avisam de forma audível o condutor da proximidade de obstáculos, incluindo crianças, durante as manobras de marcha-atrás. Uma Câmara Traseira é ativada quando a marcha-atrás é engatada para proporcionar uma visão da traseira do veículo e avisar o condutor de possíveis obstáculos através do ecrã a cores de 10,25 polegadas (quando instalado).


Com uma autonomia de 320 km, a gama ë-C3 é proposta em muitos mercados da Europa a partir de 23.300 euros, em apenas duas versões, You e Max, sendo anunciado pela marca que uma versão do Citroën ë-C3 com 200 km de autonomia irá chegar em 2025 com preços a partir dos 19.900 euros.


Nova plataforma para veículos elétricos

Pela primeira vez na Europa, a Citroën construiu o novo ë-C3 em torno de uma plataforma concebida para acomodar um grupo motopropulsor 100% elétrico. A base do automóvel é uma versão da flexível plataforma global 'Smart Car' da Stellantis.


"A nossa plataforma global Smart Car é extremamente eficiente e já estamos a tirar partido das suas capacidades fora da Europa através de novos modelos Citroën, específicos para cada região, em mercados como a Índia e a América do Sul. Foi o ponto de partida ideal para a nova gama europeia do novo ë-C3 e, apesar de ter sido concebida desde o início com capacidade totalmente elétrica, é suficientemente flexível para acolher grupos mecânicos de combustão interna, bem como para sustentar veículos de diferentes dimensões, incluindo SUV", afirmou Laurence Hansen, Diretora de Estratégia e Produto da Citroën.


O novo Citroën ë-C3 é proposto, na versão de entrada You, a partir dos 23.300 Euros e está disponível numa gama simplificada de apenas duas versões: You e Max.

"Comprar um automóvel novo pode ser um desafio quando se trata de compreender as propostas de versões e opções que os clientes podem escolher e pelas quais têm de pagar. Na Citroën queremos tornar todo o processo mais simples para os clientes, com uma abordagem de "gama inteligente" aos níveis de série, bem como uma maior transparência nos preços", afirmou Federico Goyret, Diretor de Marketing da Citroën.

A versão de entrada You conta com um bom nível de equipamento de série, incluindo faróis LED dianteiros, suspensão Citroën Advanced Comfort, Active Safety Brake (sistema de travagem de emergência), novo sistema Citroën Head Up Display, sistema My Citroën Play com Smartphone Station para infotainment, espelhos retrovisores elétricos, iluminação automática, radar de estacionamento traseiro, spoiler traseiro, cruise control, ar condicionado manual e seis airbags.


O topo de gama Max acrescenta jantes de liga leve de 17 polegadas com corte diamantado, pintura bi-tom Citroën, com tejadilho contrastante, barras de tejadilho decorativas, chapas de proteção à frente e atrás, ecrã tátil a cores de 10,25 polegadas com espelhamento de smartphone, bancos Citroën Advanced Comfort, limpa para-brisas automático, retrovisores exteriores elétricos e aquecidos, volante em pele, banco da segunda fila rebatível 60/40 e regulação do banco do condutor em altura, luzes traseiras LED, vidros traseiros escurecidos, bancos em TEP/Tecido, ar condicionado automático, sistema de navegação 3D, carregamento sem fios, câmara traseira, espelho retrovisor eletrocromático e vidros traseiros elétricos.


O novo ë-C3 é proposto numa seleção de cinco cores: Branco Polar, Azul Montecarlo, Vermelho Elixir, Cinzento Mercury e Preto Perla Nera.


O novo ë-C3 é o primeiro veículo 100% elétrico do segmento B a ser proposto por um construtor europeu a este nível de preço, tendo sido concebido na Europa, no estúdio em Velizy-Villacoublay, nos arredores de Paris. É também fabricado na Europa nas instalações da Stellantis em Trnava, na Eslováquia e será lançado em Portugal em setembro.


Numa altura em que a Citroën espera que o novo ë-C3 venha a ter impacto no mercado dos hatchbacks do segmento B, concebidos e construídos no continente, há mais notícias a caminho para os compradores de automóveis que procuram um preço ainda mais baixo para uma condução 100% elétrica em meio urbano. À nova versão com 320 km de autonomia juntar-se-á, em 2025, outra versão com 200 km de autonomia, permitindo que o novo Citroën ë-C3 se torne ainda mais acessível, a partir dos 19.990 euros.


"Temos como missão aumentar a presença da Citroën para, pelo menos, uma quota de 5% do mercado europeu, e a inclusão no nosso portefólio, do novo e económico ë-C3 100% elétrico é fundamental para alcançar esse objetivo. O novo ë-C3 também desempenha um papel importante no reforço do programa de eletrificação acessível da Citroën, complementando a chegada da nossa alargada gama ë-C4 e ë-C4 X, bem como a solução de mobilidade única que é o Citroën Ami", acrescenta Koskas.

Design renovado e novo logótipo

A quarta geração da família foi reinventada e apresenta um visual novo, que incorpora a nova assinatura de design da marca Citroën.


Na frente, a face mais alta e vertical incorpora um novo logótipo "chevron" oval de grandes dimensões e escurecido, colocado ao centro e reforçado a cada lado por grelhas horizontais em preto brilhante, numa interpretação técnica e apelativa dos chevrons inspirado em desenhos de arquitetura paramétrica.


Elementos importantes são os faróis dianteiros e traseiros, com novo design, vistos pela primeira vez no concept Citroën Oli, apresentando uma assinatura de iluminação única de três níveis, com uma lente vertical e duas lentes horizontais.


De perfil são visíveis as linhas inferiores que fluem através da linha de cintura para os novos grupos de luzes e para os vincos subtis nos painéis das portas, captando a luz e enaltecendo o visual.


Esta identidade continua na traseira, com uma escultura técnica na parte inferior da tampa da bagageira, acima da qual se encontra uma faixa decorativa horizontal em preto brilhante, no mesmo padrão técnico inspirado nos chevrons aplicado na frente vertical, ladeando o novo logótipo Citroën oval de grandes dimensões, posicionado ao centro.


Os novos grupos de luzes traseiras inserem-se nos cantos do veículo, constituindo-se por duas lentes horizontais e uma vertical. Abaixo da abertura surge o para-choques, quadrado nos cantos exteriores, para ajudar a aerodinâmica e aumentar ainda mais a postura versátil do veículo.


"Acreditamos que o novo Citroën ë-C3 100% elétrico vem quebrar as regras do segmento B, uma vez que ouvimos os atributos que os clientes mais apreciam nos SUV e incorporámos os melhores benefícios dessas características no estilo mais alto e mais objetivo do automóvel. Assim, embora mantenha uma pegada semelhante, em termos de comprimento e largura, à do seu antecessor, tornámo-lo 100 mm mais alto para uma maior sensação de robustez e presença na estrada, com as vantagens adicionais de uma maior distância ao solo e uma posição de condução mais elevada, para que os condutores e passageiros se sintam mais confortáveis a passar por cima de buracos, passeios e outros obstáculos nas ruas das cidades", afirmou Pierre Leclercq, Diretor de Estilo da Citroën.

 

Comments


300.250.png
Pottenza Global Consulting
bottom of page