top of page
  • Foto do escritorRedação Europa

CPM: Rampa da Penha promete espetáculo intenso em Guimarães


CPM: Rampa da Penha promete espetáculo intenso em Guimarães

São 76 inscritos para a 33ª edição da Rampa da Penha, fazendo antever que a prova organizada pelo Demoporto tem tudo para ser um fim-de-semana de festa para os muitos milhares de espetadores que são esperados este fim-de-semana que se avizinha em Guimarães.


O segundo desafio da época, delineado na bucólica paisagem protegida da Penha, altiva montanha com vista privilegiada sobre a cidade-berço, tem uma extensão de 2780 metros, com uma inclinação média de 6,7% e um acumulado total de subida de 179 metros, sendo célebre pelo seu contínuo encadeado desafiante de curvas, exigindo muito “braço” na abordagem técnica organizada à prova pelo Demoporto.


A liderar o vasto pelotão estará José Correia Norma FC20), que se apresenta na segunda prova do campeonato muito motivado pelo justo triunfo que alcançou na Arrábida, querendo dar continuidade ao seu excelente momento de forma, buscando num potencial segundo triunfo o reforço da liderança do campeonato.


A Penha vai acolher a estreia da Osella PA2000 EVO2 PA.30 adquirida por Hélder Silva, para substituir a anterior bastante danificada no acidente que o campeão em título sofreu em Boticas, no ocaso da época de 2023. Vinda da Sicília, a “barchetta” apresenta como novidade uma carenagem em carbono e dota o poveiro dos argumentos que necessita para estar na luta pela vitória, depois de ter alinhado na Arrábida com uma Osella PA21S Evo que, apesar de mais limitada, lhe permitiu ser 2º da geral.


CPM: Rampa da Penha promete espetáculo intenso em Guimarães

De regresso está também Nuno Caetano, voltando a herdar a Osella utilizada por Hélder Silva na prova anterior. Para além da luta pelo pódio nos Protótipos A, Caetano quererá ver como se situa no escalonamento final absoluto. Destaque para a estreia do novo “silhueta” Fiat X1/9 de Victor Bessa.


Os Protótipos B vivem uma fase de grande pujança. São 4 os inscritos, liderados por Nuno Guimarães (Silver Car S2), favorito a repetir o triunfo em Setúbal. Para obstar a que tal suceda, estarão na Penha os BRC B49 EV de Joaquim Rino e Afonso Santos e o BRC CM05 Evo de Sérgio Nogueira.


Uma referência à presença do La Base RX O1 de Tiago Pinto. Competindo a solo na Taça de Portugal Kartcross de Montanha JC Group, o jovem piloto terá como alvo fazer tempos entre os melhores à geral e deslumbrar o público com a habitual exuberância destes monolugares.


CPM: Rampa da Penha promete espetáculo intenso em Guimarães

GT: muito e bom “músculo” para deslumbrar

Sendo a Categoria GT claramente uma das que mais apaixona os fãs da Montanha, estes têm razões para celebrar o crescimento de inscritos que tem sucedido, prova após prova. E serão 6 os que alinharão na Penha, mercê de duas novidades que se juntam aos quatro que participaram na Arrábida.


De Braga, está de regresso Daniel Vilaça, que se junta à “armada” Porsche, apresentando o seu novo Porsche 997 GT3 UP. António Barros Rodrigues é a outra novidade, tripulando um Porsche Carrera Cup 997.2 3.8L.


Quanto à discussão do triunfo, a questão passa por saber se alguém ousará desfeitear Vítor Pascoal e o seu novo Porsche 991.2 GT3 CUP, depois da exibição imaculada que o baionense protagonizou na Arrábida, vencendo a categoria e sendo 3º da geral. É, logicamente, favorito na Penha, sabendo que terá de contar com a forte oposição de Bernardo Garcia de Castro (Porsche 997 GT3 CUP) e de Gabriel Correia (Mercedes AMG GT4).


José Carlos Pouca Sorte (Porsche 997 GT3 CUP) procurará esquecer os problemas técnicos que enfrentou na prova inaugural e prosseguir a sua habituação ao carro alemão, tentando aproximar-se dos tempos da frente.


CPM: Rampa da Penha promete espetáculo intenso em Guimarães

Turismo: Parcídio Summavielle quer repetir “dose” da Arrábida

Depois de ter protagonizado uma estreia perfeita do seu novo Cupra TCR, vencendo e convencendo na Arrábida entre os Turismo, Parcídio Summavielle apresenta-se na Penha como o mais forte favorito ao trinfo na categoria, apesar de ver reforçada em número e capacidade a sua potencial concorrência.


O fafense é também como é óbvio, favorito na Divisão Turismo 2, onde para além da oposição de José Carlos Magalhães (Seat Leon MKII) e de Beatriz Correia (Cupra TCR), vê agora regressar Paulo Silva, no seu competitivo Audi RS3 LMS.


Para além de Paulo Silva, também está de regresso aos Turismo Daniela Marques, sua companheira de equipa, que junta o seu Subaru Impreza WRX aos Mitsubishi Lancer EVO X de Daniel Pacheco e Carlos Gonçalves na Divisão Turismo 1.


A Divisão Turismo 3 está muito animada, com vários pilotos a terem ambição de discutir o pódio da divisão e até tentarem desfeitear o favorito Gonçalo Inácio, que aponta ainda ao pódio da Categoria Turismo, feito que alcançou na Arrábida, colocando o Peugeot 208 VTi no 2º posto, tendo sido imperial nas lides da T3, onde ninguém chegou perto.


Do Ralicross chegam dois pequenos desportivos: os Citroen Saxo S1600 de Mário Barbosa e Bruno Campos. A competirem nesta divisão, serão claramente favoritos à vitória, embora ainda haja algumas dúvidas sobre se irão alinhar integrados nos Turismo 3, ou se transitarão para a Categoria Super Challenge, integrando aí o Grupo SC-C.


Numa segunda linha, apresenta-se o regressado Cláudio Baptista. O fafense também alinha num Peugeot 208 VTI R2 e quererá brilhar na rampa “da casa”. Bruno Rodrigues (Honda Civic Type R), José Cardoso (Citroen Saxo Cup), Horácio Morais (Renault Clio) Rute Brás (Peugeot 206 RC) e Pedro Silva (KIA Picanto) completam o alinhamento da T3.


Super Challenge: Luís Nunes continua favorito, mas oposição cresce

São quatro Super Car e um Impreza “com esteroides” inscritos no Grupo SC-A, capitaneados pelo campeão e líder do campeonato Luís Nunes (Skoda Fabia R5) que, pelo que sucedeu na Arrábida, ostenta claro favoritismo, embora os seus adversários estejam cada vez mais afoitos no ataque à sua supremacia.


CPM: Rampa da Penha promete espetáculo intenso em Guimarães

José Lameiro (Skoda Fabia R5), os regressados José Pedro Gomes (Opel Astra) e Manuel Rocha e Sousa (Ford Focus) e o bracarense Pedro Marques (Subaru Impresa) vão querer mais do que disputar o pódio do grupo e da geral da categoria. O espetáculo promete!


Incógnita quanto ao plantel que disputará a primazia no Grupo SC-C. Como referenciado anteriormente, existe a dúvida se o naipe de pilotos deste grupo incluirá Mário Barbosa e Bruno Campos. Se assim acontecer, serão candidatos a discutir o triunfo taco-a-taco com Bruno Carvalho (Citroen Saxo), habitual dominador de um grupo que, na Penha, vê regressar Abílio Aparício (Peugeot 205) e alinhar Pedro Neves (Honda Civic Type R).


No Grupo SC-D, está de volta Luís Silva e o BMW M3. O famalicense salta logicamente para a linha da frente dos candidatos ao triunfo no grupo, almejando ainda querer discutir os lugares cimeiros da categoria.


Entre os SC-D, vai enfrentar as ambições de Carlos Pouca Sorte (BMW M3 SW), Aníbal Pinto (BMW 330ci), António Ribeiro (BMW 330 Sport) e de Pedro Alves, com o rápido vila-realense a confiar num KIA Ceed.


CPM: Rampa da Penha promete espetáculo intenso em Guimarães

Clássicos: Flávio Sainhas favorito, Aníbal Rolo é novidade

A forma como dominou claramente na Arrábida, transforma Flávio Sainhas no natural favorito à vitória na Penha, entre os contendores do Campeonato de Portugal Clássicos de Montanha JC Group.


Rapidíssimo aos comandos do seu bem preparado Ford Escort MKI, o campeão em título tudo fará para manter a invencibilidade, sabendo que, para além da habitual oposição dos dois Ford Escort MKII do Caramulo Racing Team, tripulados por Fernando Salgueiro e Ricardo Loureiro, tem em Guimarães novo opositor de respeito. Aníbal Rolo está inscrito com um Datsun 240Z e o veterano piloto de Cascais é sempre alguém a ter em linha de conta para a discussão dos lugares cimeiros.


De olhos postos numa vaga possível no pódio estarão Fernando Francisco (Ford Escort MKI) e Pedro Silva, que alinhará com um VW Golf 16 S.


CPM: Rampa da Penha promete espetáculo intenso em Guimarães

Legends: António Barros está de regresso 8 anos depois

Com a ausência de Daniel Rolo, que dominou a prova de abertura na Arrábida, está aberta a “caça” ao triunfo no Campeonato de Portugal Legends de Montanha JC Group. E a refrega promete ser “rasgadinha”.


8 anos depois de ter disputado a sua última prova de Montanha, António Barros traz para a Rampa da Penha o seu BMW 325is, com que compete regularmente nas lides da velocidade, para se transformar num dos favoritos, dado o seu habitual alto grau de competitividade nas prova em que alinha. Não vem sozinho, pois com ele alinha na Penha a sua filha Bárbara Barros (Fiat Bravo TD 100GT), que tem nesta prova mais um momento de evolução na sua ainda muito curta carreira.


Quanto à luta pelo triunfo, juntam-se a Barros na frente de batalha Miguel Gonçalves (BMW E36 Coupé), Celso Fonseca (Citroen Saxo), Gonçalo Janeira (Citroen AX GTi), Miguel Ângelo (Peugeot 106) e Simplício Taveira (Peugeot 106 S16).


CPM: Rampa da Penha promete espetáculo intenso em Guimarães

CPM1300: Armando Freitas na linha da frente do favoritismo

São 11 os inscritos na luta particular do Campeonato de Portugal de Montanha 1300 JC Group, divididos pelas Divisões Modernos e Clássicos.


E na mente de dez deles estará um único propósito: destronar Armando Freitas do seu supremo favoritismo a mais uma vitória. Eva Laranjeira (Peugeot 205 Rallye) e o jovem Tomaz Pinto (Toyota Starlet) perfilam-se na linha da frente dos opositores, onde também marcam presença o Fiat Punto de Hugo Magalhães, José Salgado, num Toyota Yaris e o Toyota Starlet de João Sousa.


Entre os 1000cc, os Citroen C1 dos irmãos Catarina Silva e Luís Silva Jr. irão reeditar o interessante duelo que protagonizaram na Arrábida. Já nos Clássicos, regressa Domingos Fernandes (Autobianchi A122), para medir forças com dois estreantes na época: Diogo Salvador, num Fiat 127 e Davide Marques, aos comandos de um Datsun 1200.


6 inscritos na Rampa Regional

Como complemento ao programa do CPM JC Group, estarão 6 pilotos presentes na rampa regional, tendo ao seu dispor uma subida de treinos e outra de prova em cada um dos dois dias de competição.


Emanuel Moreira (Peugeot 306 S16), Sebastião Teixeira (Toyota Corolla T-Sport), Olégário Oliveira (Legends Car Legends), Rui Araújo (Honda Civic EP3), João Gonçalves (Honda Civic) e António Magalhães (Citroen Saxo Cup), constituem o plantel inscrito para esta competição particular.


Quanto ao programa competitivo, a 45ª edição da Rampa da Penha contempla três subidas no sábado e quatro no domingo. A jornada sabatina arrancará às 13.30 horas, incluindo duas subidas de treino e a 1ª Subida de Prova. Já no pleito dominical, serão quatro as subidas. A habitual sessão de “warm-up” arrancará às 10 da manhã, seguindo-se a última subida de treinos do programa. A partir da hora do almoço, será tempo da “armada” da Montanha enfrentar a “sequência infernal” constituída pela 2ª e 3ª Subidas de Prova, normalmente importantíssimas para a classificação final.


CPM: Rampa da Penha promete espetáculo intenso em Guimarães

Comments


300.250.png
Pottenza Global Consulting
bottom of page