top of page
  • Foto do escritorRedação Europa

W2RC: Dupla Al-Attiyah/Edouard Boulanger aumenta vantagem na liderança da prova portuguesa

Dupla Al-Attiyah/Edouard Boulanger aumentam vantagem na liderança da prova portuguesa

Ao fim de três dias de prova e de mais de 600 quilómetros cronometrados, a discussão pelos primeiros lugares do bp Ultimate Rally-Raid Portugal continua animada.


Depois de uma etapa-maratona com 742 quilómetros, 282 dos quais disputados ao cronómetro, a dupla Nasser Al-Attiyah/Edouard Boulanger (Prodrive Hunter) aumentou para 4m39s a liderança entre os carros.


O piloto do Qatar repetiu a vitória da véspera, ganhou cinco pontos adicionais no W2RC e beneficiou da queda na classificação do seu rival mais próximo, Yazeed Al-Rajhi (Toyota), que sofreu um aparatoso capotanço e foi relegado para o nono lugar da geral.


Nasser Al-Attiyah afirmou: "Não foi fácil. Na fase inicial o motor falhou nas passagens de água e tivemos de parar durante cerca de dois minutos. Depois atacámos para recuperar o tempo perdido, mas foi uma especial foi muito, muito difícil. Aliás, nunca tinha feito uma igual. Temos de gerir etapa a etapa. Amanhã, também não vai ser fácil, mas vamos tentar continuar assim."



Rokas Baciuška foi um dos heróis do dia. O lituano foi o segundo mais rápido da etapa e ascendeu ao quinto lugar da classificação geral, mas mais importante do que isso, subiu à liderança da categoria Challenger. O piloto do Can-Am também ganhou quatro pontos de bónus no W2RC pelo seu desempenho na etapa de hoje.


Luís Portela Morais (G Rally Team) foi o terceiro mais rápido do dia, mas o piloto português admitiu no final: “Não sei se não vou sofrer uma penalização por excesso de velocidade numa zona controlada, vamos ver. Globalmente a etapa correu muito bem, dura mas divertida”.


João Ferreira sobe ao segundo lugar

A dupla João Ferreira/Filipe Palmeiro (Mini) voltou a estar em excelente plano, ao estabelecer o quinto melhor tempo do dia. "Super, super difícil. Uma etapa muito longa e com condições muito difíceis. Tentámos não atacar para chegar ao fim sem danificar muito o carro, porque ainda há muita corrida pela frente. A estratégia funcionou, mas não foi nada fácil", confidenciou o piloto de Leiria, que agora é o segundo classificado da geral, a 4m39s de Al-Attiyah.



Menos sorte teve o colega de equipa, o veterano Carlos Sainz. Para além de ter terminado a etapa sem capot, ainda sofreu uma penalização de 2m10 que o relegou para a quarta posição da geral. "Foi um dia muito difícil. Ficámos sem limpa para-brisas e não conseguia ver nada", disse o espanhol, líder do W2RC após a vitória no último Dakar.


O brasileiro Lucas Moraes (Toyota) chegou a liderar a etapa, mas “um furo a 60 km do final fez-nos perder preciosos minutos. Estávamos a atacar, porque para acompanhar o Nasser temos mesmo de atacar, mas nem sequer sei onde é que furei". Mesmo assim, subiu ao terceiro lugar da geral.


Armindo Araújo também esteve a um bom nível, subindo para sétimo da classificação geral – segundo entre os Challenger, embora a 6m07s de Baciuška.



Quanto aos mais azarados do dia…  Sébastien Loeb (Taurus), perdeu quase uma hora devido a problemas mecânicos; João Dias (Can-Am) foi relegado para o 38º lugar; Guerlain Chicherit (Toyota) desistiu pelo segundo dia consecutivo, terminando assim a sua aventura na prova do ACP; Cristina Gutiérrez (Taurus) e Miguel Barbosa (Taurus) também já não regressam à estrada; Vaidotas Zala e o português Paulo Fiúza (Mini) pararam a 18 km do final, devido a problemas de motor; e também o líder da categoria SSV do W2RC, Yasir Seaidan, foi obrigado a desistir no início da etapa.

Commentaires


300.250.png
Pottenza Global Consulting
bottom of page