top of page
  • Foto do escritorRedação Brasil

Embraer registra maior carteira de pedidos dos últimos 7 anos e aumento de 67% nas entregas do primeiro trimestre


Embraer registra maior carteira de pedidos dos últimos 7 anos e aumento de 67% nas entregas do primeiro trimestre

A Embraer entregou 25 jatos no primeiro trimestre de 2024 (1T24), um aumento de 67% em relação ao mesmo período de 2023, quando foram registradas 15 aeronaves. A Aviação Executiva apresentou um crescimento robusto de entregas, saltando de 8 para 18 jatos durante o período. Esse número de entregas representou o melhor primeiro trimestre da unidade em oito anos, e mais do que dobrou em relação ao mesmo período do ano anterior. Na Aviação Comercial, por sua vez, as entregas ficaram estáveis em 7 aeronaves.


A Embraer entregou 12% do total de aeronaves previstas no ponto médio do guidance para 2024, tanto para a Aviação Executiva quanto para a Aviação Comercial (25 de 206). A companhia desenvolveu e está implementando um plano para mitigar a sazonalidade do seu negócio. O plano, chamado de Production Leveling (Nivelamento de Produção), tem o objetivo de consolidar um ritmo constante de produção ao longo do ano, no médio prazo.


A carteira de pedidos da empresa aumentou US$2,4 bilhões, chegando aos US$21,1 bilhões no 1T24. Isso representa um aumento de 13% na comparação com os US$18,7 bilhões do 4T23. O maior aumento ocorreu na Aviação Comercial (US$ 2,3 bilhões ou 26%), enquanto o menor foi em Defesa & Segurança (-US$ 0,1 bilhão ou -4%).


A Aviação Executiva manteve o forte desempenho de vendas com alta demanda por todo o seu portfólio e grande aceitação tanto por parte de clientes de varejo como operadores de frotas. O número de entregas aumentou 83% em relação ao ano anterior no segmento de jatos leves e mais do que triplicou no segmento de jatos médios em comparação com o 1T23. Assim, a Aviação Executiva encerrou o período com uma carteira de pedidos de US$ 4,6 bilhões no 1T24, com um aumento de US$ 300 milhões em relação ao trimestre anterior.


Em Defesa & Segurança, o primeiro C-390 Millennium da Força Aérea Húngara completou com sucesso seu voo inaugural. A aeronave está passando agora por uma campanha de testes de integração de sistemas de missão, antes de sua entrada em serviço. Outro marco importante no trimestre foi o primeiro Embraer Defense Day nos Estados Unidos; um evento durante o qual o C-390 Millennium e o A-29 Super Tucano foram apresentados a autoridades governamentais, oficiais militares, clientes potenciais e parceiros, nas instalações em Melbourne, Flórida. A seleção do C-390 por países das regiões EMEA e Ásia-Pacífico ainda não foi incorporada à carteira de pedidos, o que representa uma fonte significativa de potencial crescimento para os próximos trimestres. A carteira de pedidos de Defesa & Segurança foi de US$ 2,4 bilhões (-4% na comparação trimestral) no 1T24.


A unidade de Serviços & Suporte continua a ser um dos principais drivers do crescimento da Embraer. A carteira de pedidos da Embraer Serviços & Suporte encerrou o período em US$ 3,1 bilhões no 1T24, valor estável em relação ao trimestre anterior.


A Aviação Comercial registrou uma carteira de pedidos de US$ 11,1 bilhões, ou US$ 2,3 bilhões mais em relação ao 4T23.O destaque do trimestre foi o acordo com a American Airlines para 90 unidades do E175s, com direitos de compra para outros 43 jatos adicionais. O pedido da companhia aérea tem o objetivo de atender à demanda doméstica nos Estados Unidos. Além disso, a Embraer entregou um E195-E2 para a Azorra, que voará sob a bandeira da Royal Jordanian.

Comments


300.250.png
Pottenza Global Consulting
bottom of page