top of page
  • Foto do escritorRedação Europa

W2RC: Nasser Al-Attiyah vence prova portuguesa do mundial


W2RC: Nasser Al-Attiyah vence prova portuguesa do mundial

Presença habitual nas grandes provas de ralis e TT em Portugal, Nasser Al-Attiyah tornou-se o primeiro vencedor do BP Ultimate Rally-Raid Portugal, ao volante do Prodrive Hunter. O bicampeão do Mundo de Rally-Raid (W2RC), navegado por Edouard Boulanger, terminou com 2m49s de vantagem sobre João Ferreira e Filipe Palmeiro, que levou o Mini da X-Raid ao segundo lugar na estreia na categoria Ultimate. Lucas Moraes e Armand Monleon completaram o pódio final, após vencerem a última etapa com a Toyota oficial, superando o consagrado Carlos Sainz (Mini).


O vencedor do BP Ultimate Rally-Raid Portugal nos carros é uma personalidade ímpar. Com 53 anos e confesso apaixonado por Portugal, o príncipe do Catar é medalhista olímpico na modalidade de tiro e um dos mais bem-sucedidos pilotos da história do todo-o-terreno, com uma mão cheia de vitórias no Dakar, além de dois títulos do W2RC. À chegada a Grândola, depois de cinco dias de competição e de cerca de 1.000 quilómetros disputados ao cronómetro, o piloto da Prodrive afirmou:

W2RC: Nasser Al-Attiyah vence prova portuguesa do mundial
"Portugal é quase a minha segunda casa. Tenho muitos amigos aqui e estou mesmo muito feliz por ganhar esta prova fantástica! Obrigado a todos os fãs e obrigado à organização. Foi uma corrida muito técnica e tivemos de ser inteligentes. Depois da vitória em Abu Dhabi, ganhar aqui é muito importante porque permite-nos passar para a frente do Mundial" - foram as palavras de Nasser Al-Attiyah no final da prova.

Mais do que uma promessa, João Ferreira é já um dos maiores talentos mundiais da modalidade. A forma como se bateu com Nasser Al-Attiyah e como se impôs ao colega de equipa na Mini, o lendário Carlos Sainz, é bem revelador do seu talento.

"É difícil explicar as emoções que vivi ao longo desta semana. Recebemos um apoio incrível deste público único no mundo, numa prova muito variada e bonita. A tensão era alta porque havia muita atenção à nossa volta, mas correu tudo muito bem e confesso que não imaginava terminar no segundo lugar, na estreia com este carro no W2RC" - falou o emocionado João Ferreira.

João Ferreira
João Ferreira

O brasileiro Lucas Moraes (Toyota) foi o vencedor da derradeira etapa, um resultado que lhe permitiu subir ao derradeiro lugar do pódio, por troca com Carlos Sainz.

"Que grande luta! Em primeiro lugar, parabéns a toda a organização por ter conseguido montar esta prova. É muito importante termos o Mundial na Europa. Um pódio à geral e vitória nesta etapa são pontos importantes para o campeonato."

Lucas Moraes
Lucas Moraes

Carlos Sainz (Mini), bicampeão do mundo de ralis e quatro vezes vencedor do Dakar, foi o quarto classificado. O veterano espanhol, que nunca esteve na luta pela vitória, admitiu:

“Foi um rali difícil, mas positivo. É sempre um prazer vir a Portugal, fiquei satisfeito por participar e recolher uma experiência importante. Gostava que a prova começasse amanhã, para experimentar algumas coisas, mas estou contente."

Depois do tempo perdido na fase inicial, o saudita Yazeed Al-Rajhi (Toyota)conseguiu recuperar até ao quinto lugar. 

“Apesar do azar que tivemos, fizemos um bom trabalho e divertimo-nos imenso. Obrigado ao público, que foi excecional, e obrigado à organização por criar esta grande prova!"

O lituano Rokas Baciuska foi o sexto classificado e o primeiro da categoria Challenger: "É incrível ver tantos adeptos porque no Dakar e em Abu Dhabi não vemos ninguém nas especiais. Dá-nos mais motivação para acelerar e dar espetáculo! É uma prova mais técnica e gostei muito", afirmou o piloto oficial da Can-Am.


O brasileiro Cristian Baumgart (Toyota), Francisco Barreto (Toyota), Armindo Araújo (segundo entre os Challenger) e o argentino Nicolás Cavigliasso fecharam o top 10 da classificação geral.

Comments


300.250.png
Pottenza Global Consulting
bottom of page